20 mil detentos e menores infratores vão poder votar

0
53
Print Friendly, PDF & Email

 

Cerca de 20 mil presos provisórios e adolescentes infratores poderão votar em outubro em urnas instaladas em 424 presídios e unidades de internação no país.

A criação de seções eleitorais em estabelecimentos penitenciários é inédita na maioria dos Estados brasileiros e foi determinada por uma resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deste ano.

Entre os detentos provisórios estão aqueles em prisão preventiva ou que aguardam o julgamento de recursos. A lei só proíbe a votação de pessoas presas em caráter definitivo.

Os Estados com maior número de eleitores cadastrados para votar nos presídios e unidades de internação são Minas Gerais, com 4.981 inscritos, São Paulo (4.480) e Rio Grande do Sul (1.802). Essa votação ocorrerá em 26 Estados.
O número de presos votantes é pequeno em relação à população carcerária que poderia votar. O número total de presos provisórios no país é de cerca de 150 mil pessoas.