Cáceres: adaptação e engajamento geraram mais de 13 mil decisões em ano de pandemia

0
26
Print Friendly, PDF & Email
Adaptação e comprometimento foram as palavras de ordem na comarca de Cáceres (a 220km da capital do estado) durante a pandemia da Covid-19. Desde março do ano passado as portas dos fórum estão fechadas e os servidores estão trabalhando de forma remota por home office.
Apesar dos desafios, os números são muito satisfatórios e foram proferidas 13.405 decisões e 9.475 sentenças – no período de março de 2020 a abril de 2021. Além disso, foram distribuídos 5.993 casos novos e foram baixados 9.814 processos em toda comarca de Cáceres. Atualmente a comarca conta com 16.958 processos distribuídos entre as 8 varas, sendo 5 varas cíveis e 3 varas criminais.
A juíza diretora da comarca, juíza Hanae Yamamura de Oliveira, revelou que os desafios foram muitos, mas os servidores e magistrados revelaram uma força cooperativa incrível. “O teletrabalho virou regra e não foi fácil e muitos foram os obstáculos, como a dificuldade em lidar com novos programas e rotinas implantadas pelo TJ. No interior a dificuldade de ter uma boa internet fez com que servidores e magistrados procurassem alternativas para poderem conseguir trabalhar adequadamente, sempre com vistas a prestar um bom serviço à população cacerense”, ponderou a magistrada.
Audiências virtuais logo substituíram as presenciais, para evitar a proximidade social e contágio do vírus. “Procuramos restabelecer as audiências o mais rápido possível para que as partes não ficassem prejudicadas em seus direitos. O Tribunal forneceu condições para que pudéssemos realizar as audiências por videoconferência. Conseguimos restabelecer as pautas de audiências e realizamos as audiências de conciliação, de mediação, de instrução e de custódia”, pontuou.
Além do trabalho jurídico, desde o início da pandemia pela covid19, a equipe do fórum de Cáceres encampou ações sociais em prol da sociedade. “A vara de Execuções Penais promoveu a entrega de mais de 18 mil máscaras distribuídas para toda população carente, universidades, saúde pública e particular, beneficiando também toda a força de segurança pública da faixa de fronteira, cuja aquisição do material contou com a união do empresariado de Cáceres”, disse a magistrada.
Também foi desenvolvido projeto telemedicina, que presta serviço de tele atendimento e tele monitoramento médico as vítimas de covid -19, em todo município, inclusive atendimento à população carcerária das unidades feminina e masculina de Cáceres, parceria com curso de medicina UNEMAT, Conselho da Comunidade, utilizando-se a mesma plataforma médica usada pelo Hospital Albert Aisten em SP. “Muitos outros projetos estão sendo desenvolvidos nessa nova realidade da pandemia. Os servidores e magistrados de Cáceres foram surpreendentes e muito engajados nesse momento de desafios”, concluiu Hanae.
Canais de acesso – Foi estabelecido o contato direto com as unidades judiciárias, seja por e-mail, telefone, bem como por videoconferência para atender advogadas e advogados, o que mantém a efetividade dos serviços, garantindo celeridade nas demandas.
Acesse AQUI os contatos da Comarca de Cáceres.
Fonte TJMT