Campo Grande / MS – Governo do Estado estuda proposta do setor produtivo de rever teto do Simples

0
66
Print Friendly, PDF & Email

 

Campo Grande (MS) – O governador Reinaldo Azambuja assumiu o compromisso de analisar a proposta de aumento do teto do Simples do Estado de R$ 2,52 milhões para R$ 3,60 milhões a partir de 2016. A declaração foi feita, nesta terça-feira (20), em reunião com o setor produtivo, na governadoria. “Estamos analisando. Estou olhando o momento, a situação econômica e vou dar a resposta para vocês. O governo tem que ter equilíbrio”, explicou.

Reinaldo recebeu das federações ligadas ao setor produtivo um documento, solicitando a ampliação. Para o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen, a ampliação do Simples irá trazer competitividade e irá tirar empresas da informalidade. “Em nome das federações aqui representadas quero dizer que precisamos continuar avançando. A crise é grande, mas o Estado tem uma oportunidade de proporcionar para as empresas saírem da ilegalidade”, disse.

Para o superintendente do Sebrae/MS, Claudio George Mendonça, o governo poderá compensar as perdas da arrecadação com a inclusão de uma camada significativa das empresas.

Também participaram da reunião o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck; vice-presidente da Fecomércio, Adeilton do Prado; presidente da Faems, Alfredo Zamlutti Jr; presidente da Famasul, Maurício Saito; presidente da FCDL, Ricardo Kuninari; presidente da Associação das Micro Empresas e Empresas de Pequeno Porte, Delmar Ribeiro Martins; presidente do Sindicato da Indústria de Calçados e Artefatos, João Camargo; e Antonio B. Filho, vice-presidente do Sindvest.