Conselho lança Projeto Eficiência para qualificar serviço cartorial

0
109
Print Friendly, PDF & Email

 

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lança nesta segunda-feira (21/06), em Curitiba (PR), o Projeto Eficiência, uma nova iniciativa visando dar mais rapidez e qualidade à prestação do serviço jurisdicional cartorário. Durante a semana, os juízes auxiliares da presidência do CNJ Márcio Keppler Fraga e Luciano Losekann e três servidores visitarão as 1ª e 2ª Varas de Execução Penal (VEPs) para apresentar o projeto e iniciar o treinamento de multiplicadores, que o levarão ao interior do estado.

Levantamento do CNJ apurou que a deficiência na gestão cartorária deve-se basicamente à inexistência de uma organização racional e à falta de método e de rotinas de trabalho. Observou-se ainda excessiva demanda de trabalho e número sempre insuficiente de servidores para atendê-la, bem como a inadequada valorização e aproveitamento desses funcionários. De acordo com o juiz Márcio Fraga, mesmo com a implantação do melhor método, sem a devida motivação de pessoal no cartório não haverá resultados satisfatórios.

Segundo o juiz, a implantação de boas práticas de gestão previstas no Projeto Eficiência passa pela execução de quatro procedimentos: organização cartorária, método de divisão de tarefas equilibrada e uniforme (considerando aptidões e limitações), procedimentos operacionais padrão e, finalmente, avaliação dos resultados, produtividade e realização de reuniões periódicas de acompanhamento.

Fraga destaca que o estabelecimento de padrões de eficiência nas atividades cartorárias permite, entre outras coisas, reconhecer a produtividade de servidores, individualmente e em equipe; identificar setores mais eficazes e os pontos de estrangulamento no cartório; e acelerar a tramitação dos processos.

EC/MM

Agência CNJ de Notícias