Conselho promove curso de supervisão a mais de 100 mediadores e conciliadores

0
98
Print Friendly, PDF & Email

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) promove até sexta-feira (13/12) Curso de Formação de Supervisores em Mediação para uma plateia de aproximadamente 100 pessoas, entre conciliadores, mediadores e interessados em se aprofundar nas técnicas de métodos autocompositivos para solução de conflitos,  de todos os estados brasileiros. O objetivo do curso é aperfeiçoar o conhecimento dos mediadores e conciliadores a fim de que esses servidores desenvolvam suas competências com o foco na padronização dos serviços.

“Nada é engessado. Aqui vamos trocar experiências, mas é importante que tenhamos um norte. Estamos trabalhando e difundindo o modelo que o CNJ considera adequado. Com isso, vamos adaptando nossas ações, visando melhorar continuamente o atendimento em mediação e conciliação em todo o país”, explicou Rogério Cordeiro, servidor do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) e um dos dois instrutores do curso.  

De acordo com outro instrutor, o servidor do TJDFT Júlio César Rodrigues de Melo, os supervisores ajudam a passar para a prática a teoria que os conciliadores e mediadores possuem. Ele defendeu a criação de estrutura por meio da qual a técnica seja melhorada gradualmente.  “Fui oficial de gabinete por muitos anos e meu trabalho consistia em colaborar na elaboração de sentenças. Ao longo da vida profissional  percebi que se as pessoas conversassem, encontrariam as melhores soluções”, defendeu Júlio.

Até o final de 2014, o CNJ pretende habilitar 21 mil pessoas em técnicas de resolução de conflitos de forma não litigiosa, conforme preconizado pelaResolução 125 do CNJ, que dispõe da Política Nacional de Conciliação.  

Regina Bandeira

Agência CNJ de Notícias