Consulta ao último lote de IR disponível nesta 6ª Feira

0
180
Print Friendly, PDF & Email

CONSULTA AO ÚLTIMO LOTE DE IR DISPONÍVEL NESTA 6ª FEIRA
Quem teve a declaração retida em malha poderá retificá-la ou aguardar comunicado da Receita


A Receita Federal vai liberar nesta sexta-feira (8), às 8 horas, a consulta ao sétimo e último lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2006, ano-base 2005. Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte pode acessar a página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o telefone 0300-789-0300.


Nesse lote foram processadas 2.203.363 declarações, das quais 1.911.983 com direito à restituição, no total de R$ 1.846.397.728,96. Outras 137.591 declarações tiveram saldo de imposto a pagar, no montante de R$ 105.209.564,55. A Receita apurou ainda que 153.789 contribuintes tiveram saldo zero de imposto – nem a pagar nem a receber.


O valor da restituição terá correção total de 9,06{7a3a68e1616b7aaba0d480ce0a8cac54774e7fddc429e25618f6fd9a5a093145}, sendo 8,09{7a3a68e1616b7aaba0d480ce0a8cac54774e7fddc429e25618f6fd9a5a093145} referentes a Selic acumulada de maio a novembro e 1{7a3a68e1616b7aaba0d480ce0a8cac54774e7fddc429e25618f6fd9a5a093145} de dezembro. O saque poderá ser feito a partir do dia 15 deste mês no banco informado pelo contribuinte na declaração do IRPF.


Quem não informou o número da conta pode ir a uma agência do Banco do Brasil ou ligar para 4004-0001 nas capitais ou 0800-729-0001 nas demais cidades e pedir a transferência dos recursos para qualquer banco de que seja correntista. A Receita esclarece que não há cobrança de taxa por esse serviço.


A restituição ficará disponível no banco pelo por um ano. Depois desse prazo, o contribuinte só poderá requerê-la mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.


 


Malha fina


A Receita informa que, em 2006, foram retidas em malha 746.035 declarações, ante 900 mil em 2005. O supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir informou que, do total dos contribuintes presos à malha, 370.728 ficaram retidos por omissão de rendimentos recebidos de pessoas jurídicas.


A previsão é que o primeiro lote residual seja liberado em janeiro. Até o sétimo lote deste ano, cujo calendário de pagamentos começou em junho, foram liberadas 7,86 milhões de declarações com direito à restituição, no total de R$ 7,486 bilhões.


O supervisor Imposto de Renda disse ainda que, até o momento, a Receita recebeu 23,086 milhões de declarações deste ano, das quais 473.153 fora do prazo, que se encerrou em 28 de abril. As multas aplicadas aos contribuintes atrasados somaram R$ 106,7 milhões.


Assessoria de Imprensa da SRF