Eduardo Amorim denuncia paralisação nas obras do Hospital do Câncer de Sergipe.

0
51
Print Friendly, PDF & Email

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) denunciou nesta quarta-feira (27), em Plenário, a paralisação das obras do Hospital do Câncer de seu estado como um “golpe” do governo sergipano contra a saúde do povo. Ele alertou que, apesar da transferência de recursos federais, o projeto está parado há mais de quatro anos.

 

Segundo estatísticas apresentadas pelo senador, surgem em Sergipe 10 mil novos casos de câncer por ano, e a falta de um hospital especializado tem levado a população a buscar tratamento em outros estados.

 

— A obra que estava prevista para ser entregue até o final deste ano está parada há muito tempo. No local, não há qualquer sinal de que a construção será retomada — afirmou.

 

Eduardo Amorim se queixou do descaso geral com a saúde pública no Brasil e sublinhou que o governo de Sergipe tem tratado o povo de maneira covarde. De acordo com ele, o estado “jogou pelo ralo” mais de R$ 100 milhões numa obra que continua paralisada. E lamentou que o Hospital do Câncer de Sergipe já vá nascer pequeno, diante do aumento da demanda.

 

 

Fonte:  Senado Federal.