Hackers atacam programa da Receita Federal e atrasam emissão de CNPJ em Curitiba

0
60
Print Friendly, PDF & Email





A prefeitura estima que 2 mil solicitações de CNPJ e alvarás estejam represadas por causa do ataque. O serviço foi regularizado nesta quarta, mas deve demorar alguns dias para que o atraso nas emissões seja recuperado


Amanda Audi


Um ataque hacker ao sistema de solicitação de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) da Receita Federal fez com que a emissão dos cadastros e alvarás de funcionamento e localização de estabelecimentos comerciais pela prefeitura de Curitiba ficasse prejudicada de 27 de setembro até esta quarta-feira (9). Os hackers enviaram um grande número de solicitações de CNPJ para a prefeitura, misturando pedidos reais aos inválidos. Com isso, o sistema ficou congestionado e atrasou o atendimento a contribuintes.


A estimativa da prefeitura é de que pelo menos 2 mil solicitações de CNPJ e alvarás estejam represadas por causa do ataque. O quadro deve melhorar a partir desta quarta, quando a situação foi normalizada no programa da Receita Federal, de acordo com Virgílio Concetta, assistente da superintendência da Receita Federal nos estados do Paraná e Santa Catarina. Ainda de acordo com ele, o ataque afetou apenas os contribuintes de Curitiba.


Os pedidos de CNPJ são feitos por meio do site da Receita Federal e depois são analisados pela prefeitura do município. Concetta explica que o interessado deve fazer o download de um programa de computador que emite a solicitação. Esse programa foi o afetado pelos hackers.


O interessado, então, preenche os dados pedidos, emite a solicitação, reconhece firma em cartório e depois envia esse material junto com outros documentos para a prefeitura, que faz a análise dos pedidos e decide se faz a liberação ou não.


Agora, de acordo com o representante da Receita, a prefeitura deve começar a separar as solicitações falsas das reais – identificando quais pedidos vieram acompanhados de documentos, que seriam os verdadeiros. A prefeitura afirmou, em matéria divulgada em seu site, que está trabalhando para normalizar o atendimento das solicitações já encaminhadas e “pede a compreensão dos contribuintes enquanto o problema persistir”.


Até o momento, a autoria do ataque hacker não foi identificada. “Vamos tentar apurar ver quem fez [o ataque], mas a gente está mais concentrado na solução”, comentou o superintendente.


viaHackers atacam programa da Receita Federal e atrasam emissão de CNPJ em Curitiba – Economia – Gazeta do Povo.