Justiça Eleitoral Paulista registra baixa procura pelo voto em trânsito

0
81
Print Friendly, PDF & Email

 

No Estado de São Paulo, apenas 559 eleitores se inscreveram para votar em trânsito no 1º turno das Eleições, em 3 de outubro, e 543, para o 2º turno, dia 31 de outubro. O TRE destacou o Memorial da América Latina, ao lado da estação Barra Funda do metrô, para sediar as seções eleitorais exclusivas para o voto em trânsito.

O eleitor que, nos dias de votação, estiver fora de seu domicílio eleitoral pode optar pelo voto em trânsito em uma das capitais do país. Para isso, até 15 de agosto, deve inscrever-se em qualquer cartório eleitoral, com apresentação do título de eleitor e de documento oficial com foto.

Quem fizer essa escolha não poderá votar no seu domicílio eleitoral, pois será desabilitado temporariamente daquele local, a menos que comunique a sua desistência à Justiça Eleitoral. O prazo para desistência do voto em trânsito é o mesmo, 15 de agosto.

O voto em trânsito será apenas para presidente e somente nas capitais do país. O eleitor não precisa justificar a ausência para os outros cargos em disputa. Se o eleitor não estiver na capital escolhida, deverá justificar a ausência à eleição, inclusive no próprio domicílio eleitoral.

A partir de 5 de setembro os eleitores poderão consultar os respectivos locais de votação por meio do site www.tse.jus.br ou www.tre-sp.jus.br.

Dois documentos

Nestas eleições, o eleitor deverá apresentar-se para votar com documento oficial de identificação com foto e o título de eleitor, ambos impreterivelmente. Quem tiver o título de eleitor extraviado deve requerer a segunda via no cartório eleitoral em que está inscrito até 23 de setembro. Também é possível requerer a reimpressão do documento em qualquer cartório eleitoral do país no mesmo prazo.

Fonte: Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo