OAB paulista repudia declaração de promotor do caso Tiririca

0
54
Print Friendly, PDF & Email

 

A Seccional de são Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP) divulgou nota em repudio à declaração dada pelo promotor de Justiça Eleitora de São Paulol que cuida do caso Tiririca ao jornal Correio Braziliense. O promotor Maurício Antonio Ribeiro Lopes afirmou que “advogado é sórdido”, ao saber que o advogado Ricardo Vita Porto, que defende o deputado federal recordista de votos iria protocolar a defesa nos últimos minutos de prazo.

A nota, assinada pelo presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, “repudia veementemente” a afirmação do promotor e diz que a ofensa atinge toda a classe. “A ofensa não só atinge o advogado visado, mas toda a advocacia, ao atribuir ao profissional expressão que significa ‘imundo, abjeto, repugnante’, segundo o Dicionário Aurélio”, diz D´Urso através do documento.