OAB/MS quer acompanhar investigação do MPE sobre denúncias de corrupção

0
46
Print Friendly, PDF & Email

 

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul quer acompanhar as providências e os procedimentos adotados pela Procuradoria Geral de Justiça em relação às denúncias que envolvem os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. A solicitação foi feita na manhã desta quinta-feira (23) pelo vice-presidente da OAB/MS, Júlio César Souza Rodrigues, em reunião mantida com o procurador-geral de Justiça, Paulo Alberto de Oliveira e, em ofício encaminhado ao órgão.

Durante encontro com o procurador-geral de Justiça, o vice-presidente da OAB/MS disse que a Seccional de Mato Grosso do Sul está preocupada com a gravidade dos fatos relatados nos vídeos. “Num estado democrático de direito, ninguém está acima da lei”, afirmou Julio César.
 
De acordo com o presidente da OAB/MS, Leonardo Avelino Duarte, que participa da reunião do Colégio de Presidentes das Seccionais da OAB, que acontece no Rio de Janeiro nesta quinta (23) e sexta-feira (24), a entidade está empenhada no esclarecimento das denúncias que assolam o Mato Grosso do Sul e colocam em risco a independência de instituições sólidas. “É importante que a OAB/MS continue atuando na defesa do estado democrático de direito e dos interesses da sociedade”, disse Duarte.
 
Denúncias recentes – Outra preocupação da entidade está relacionada às últimas denúncias que também estão sendo veiculadas pela imprensa e que supostamente apontam para a existência de caixa dois durante a campanha eleitoral. No entendimento da OAB/MS, todos os indícios de irregularidades devem ser investigados e devidamente esclarecidos pelas autoridades competentes.