Operação “Teçá – Olhos Atentos” : Receita Federal e Polícia Federal desarticulam quadrilha especializada em fraudes em restituição

0
62
Print Friendly, PDF & Email

 

A Receita Federal do Brasil (RFB), a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta quinta-feira (04) a “Operação Teçá – Olhos Atentos”, na Bahia, com o objetivo de desarticular quadrilha acusada de fraudar Declarações do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) para a obtenção de restituições indevidas por meio de falsas deduções.


As investigações identificaram indícios da prática de crimes, como falsidade ideológica, formação de quadrilha e crimes contra a ordem tributária. Estima-se que a fraude pode causar um prejuízo de mais de R$ 50 milhões.


Respondem pelo crime tanto o profissional responsável pelo preenchimento e transmissão das DIRPF como os contribuintes que se valeram desse artifício fraudulento, pois terão seus nomes encaminhados pela Receita Federal ao Ministério Público Federal para responderem à ação penal.



A operação contou com a participação de 10 servidores da Receita Federal e 20 policiais federais que cumpriram 3 (três) mandados de busca e apreensão e 2 (dois) mandados de prisão, todos em Salvador.

Pessoas Físicas beneficiadas também são investigadas



Estas operações, realizadas em conjunto com o Ministério Público Federal e a Polícia Federal, identificam, além dos mentores das fraudes, os beneficiários do esquema, que apresentaram suas declarações com deduções fictícias de despesas com previdência complementar, pensão alimentícia judicial, despesas médicas e com instrução e as relações de dependentes inconsistentes. As restituições fraudulentas podem levar a um lançamento de até R$ 400 mil por contribuinte.



Contribuintes que utilizaram tais artifícios e que ainda não foram intimados pela Receita Federal poderão retificar suas declarações. Quem for intimado poderá ser autuado e pagar

 multa de 150{7a3a68e1616b7aaba0d480ce0a8cac54774e7fddc429e25618f6fd9a5a093145} do valor sonegado, além da representação criminal. A pena pode variar de um a cinco anos de reclusão e multa.


Vale lembrar que o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física 2013, ano base 2012, termina dia 30 de abril.


Às 11 horas será realizada uma entrevista coletiva à imprensa na Superintendência da Receita Federal em Salvador/BA, situada na Rua Alceu Amoroso Lima, nº 862, Caminho das

 Árvores, telefone (71) 3416-1008, onde serão apresentados os resultados parciais da operação.