Receita Federal inicia Operação Muro Alto.

0
55
Print Friendly, PDF & Email

A Operação Muro Alto, desencadeada na região sul do Estado de Mato Grosso do Sul, tem como objetivo combater o contrabando, o descaminho e outros crimes na fronteira com o Paraguai, em ação complementar às atividades de repressão também desenvolvidas pela própria Receita Federal no oeste do Paraná. A operação teve início dia 4 de maio e terá duração de 60 dias.

 

 

Os servidores da Receita Federal realizarão rondas, patrulhas e barreiras fixas e móveis durante toda a operação para coibir a prática de crimes e a circulação de produtos potencialmente nocivos à saúde, ao meio ambiente e ao comércio lícito de mercadorias importadas. Tais práticas são danosas ao Estado brasileiro e geram desemprego, sonegação de impostos e concorrência desleal à indústria e ao comércio regularmente instalado em nosso País.

 

 

Somente nos primeiros dias, foram apreendidos mais de R$185 mil em mercadorias e veículos.

 

Em uma estrada vicinal próxima ao município de Nova Alvorada houve a abordagem de um veículo suspeito. Foram encontrados mais de R$15 mil em vestuário sem nota fiscal. As mercadorias e o veículo transportador, um Fiat Uno avaliado em R$20 mil, foram levados ao depósito de mercadorias apreendidas da Receita Federal em Campo Grande/MS.

 

 

Em outra ação na rodovia BR-267, um ônibus de turismo com 16 passageiros proveniente do Paraguai e com destino a Três Lagoas/MS foi fiscalizado e retido. No seu interior foram descobertas várias mercadorias, entre eletrônicos, brinquedos, óculos e artigos de bazar, avaliados em R$30mil. No sábado à noite, em trecho da BR-267 entre Nova Alvorada do Sul e Casa Verde, mais um ônibus de linha foi fiscalizado. Nele foram encontrados R$8 mil em vestuário descaminhado.

 

 

Ainda na sexta-feira, em uma abordagem na MS-262, próximo à Sidrolândia, foram apreendidos dois veículos abarrotados de equipamentos de telecomunicações via rádio. As mercadorias foram avaliadas em mais de R$50 mil e os dois veículos valem aproximadamente R$35 mil cada.

 

 

As equipes da Receita Federal estão trabalhando em turnos, realizando a operação 24h por dia e contam com apoio de instituições de segurança pública que atuam na região.

 

 

Fonte: RECEITA FEDERAL DO BRASIL.