Sistema do TJMS estará fora do ar a partir das 20 horas do dia 27

0
75
Print Friendly, PDF & Email

 

O sistema do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul estará indisponível por duas ocasiões programadas, porque haverá alteração do sistema de banco de dados do Tribunal e também será implantada a numeração de processos de acordo com o padrão nacional estabelecido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio da Resolução nº 65.

No dia 27 de outubro, quarta-feira, o sistema estará fora do ar a partir das 20 horas e retornará às 6 horas do dia 3 de novembro. Nesta etapa será feita a atualização do sistema gerenciador de banco de dados do Tribunal de Justiça, o DB2. A alteração irá propiciar uma melhoria de performance nos sistemas do TJMS.

A segunda paralisação do sistema ocorrerá no dia 12 de novembro, a partir das 20 horas, com retorno programado para o dia 16 de novembro, às 6 horas. Neste período ocorrerá a implantação da nova numeração dos processos judiciais baseada no padrão nacional definido pela Resolução nº 65 do CNJ.

Nos dois momentos serão afetadas todas as comarcas que operam com a versão PG5 do SAJ (Sistema de Automação da Justiça). O serviço de consulta processual pela internet também estará indisponível.

Ficarão com o sistema e consulta processual indisponíveis as seguintes comarcas: Água Clara, Anastácio, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Bandeirantes, Camapuã, Costa Rica, Dois Irmãos do Buriti, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Campo Grande, Três Lagoas, Caarapó, Bataiporã, Jardim, Chapadão do Sul, Naviraí, Nova Andradina, Coxim, Cassilândia, Corumbá e Dourados. Também estará indisponível o SAJ PG5 das Varas dos Juizados Especiais das Comarcas de Campo Grande, Dourados, Corumbá e Três Lagoas.

Melhoria – A atualização do sistema gerenciador do banco de dados é necessária em razão da incompatibilidade da versão utilizada hoje com o atual parque tecnológico do PJMS. Quando implantado, no ano de 2003, a demanda processual era menor e a realidade tecnológica no judiciário de MS era outra.

Com o passar dos anos, foram agregados diversos serviços informatizados para benefício do jurisdicionado sul-mato-grossense, além do aumento da demanda e o elevado grau de informatização, processo digital e segurança da informação. A nova versão do Banco de Dados propiciará melhoria de performance do sistema de automação judiciária e, consequentemente, a resposta aos jurisdicionados. Os judiciários do Amazonas e do Rio Grande do Norte, que já efetuaram a mudança de versão do DB2, registraram uma drástica redução de travamentos das bases de dados.

Autoria do Texto: Departamento de Jornalismo