TJMS integra e-SAJ com Cadastro Nacional dos Advogados

0
52
Print Friendly, PDF & Email





A Secretaria de Tecnologia da Informação do TJMS, dando continuidade ao trabalho de melhoria constante nos serviços oferecidos, integrou o sistema e-SAJ ao Cadastro Nacional dos Advogados – CNA, mantido pelo Conselho Federal da OAB. Assim, não é mais necessário o credenciamento do cadastro do advogado pelo Tribunal, sendo os dados validados automaticamente.  


Para se cadastrar, o usuário deverá acessar o portal e-SAJ, clicar em “Identificar-se” que se encontra ao lado direito superior, escolher a opção “Não Estou Habilitado”, informar o CPF e clicar no botão “Iniciar Cadastro”. Nesse momento o sistema fará uma verificação junto ao CNA e se os dados retornados forem validados, uma tela será exibida com os dados cadastrais encontrados. O advogado deverá marcar a opção “Cadastrar-se como Advogado” e clicar em “Avançar”. 


Um e-mail será enviado com as informações para confirmação do cadastro e criação da senha de acesso aos serviços restritos do Portal. Após o recebimento do e-mail, o advogado deverá clicar no link enviado no corpo do e-mail para continuar o cadastramento. O sistema irá exibir os dados cadastrais que foram disponibilizados pelo CNA e, nesse momento, o Advogado tem a possibilidade de completar o seu cadastro, levando em consideração que será permitido alterar apenas o que não foi disponibilizado pelo CNA, como: e-mail alternativo, celular e gênero. Após o preenchimento das informações, o advogado deverá clicar em salvar e ir para a próxima tela para cadastrar a senha de acesso ao Portal e-SAJ. 


Na próxima tela serão mostrados os perfis associados ao usuário e, nesse caso, estarão marcados o perfil de Advogado e de Usuário e-SAJ (necessário para todos os usuários). Ao clicar no botão salvar, os dados serão armazenados e a partir desse momento o advogado poderá consultar os processos e peticionar. 


Sempre que o advogado identificar-se no portal e-SAJ, o sistema consultará o CNA para verificar se houve alguma alteração e caso algum dado esteja incorreto, o advogado deverá entrar em contato com a OAB do seu estado para solicitar a correção.


Autor da notícia: Secretaria de Comunicação Social – [email protected]