TRF2 e CCJF apresentam debate sobre “A relativização da lei tributária”

0
77
Print Friendly, PDF & Email

 

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) e o Centro Cultural Justiça Federal (CCJF) apresentarão no dia 23 de novembro, quarta-feira, no cinema do CCJF (av. Rio Branco nº 241,  Cinelândia), das 18h às 21h, debate e lançamento de livro sobre “O poder da lei versus a lei do poder – A relativização da lei tributária”. Na ocasião, os juízes federais Hélio Silvio Ourém Campos (autor da obra), Gustavo Pontes Mazzocchi e Mauro Luís Rocha Lopes, além do diretor do Grupo de Debates Tributários do Rio de Janeiro (GDT-Rio), Fábio Braga, abordarão a questão. O evento é coordenado pelo juiz federal Guilherme Bollorini Pereira e é parte integrante da série “Justiça e Pensamento”. 

A palestra será aberta ao público e as inscrições são gratuitas e feitas no local. Aos estudantes de direito serão concedidas horas de estágio pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e aos servidores do TRF2 e da SJRJ serão concedidas horas de capacitação. Maiores informações podem ser obtidas pela internet: www.ccjf.trf2.jus.br ou pelo telefone (021) 3261-2550. A organização do evento ficará a cargo da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e da Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Ajuferjes).
 
Justiça e Pensamento
 

O ciclo de palestras do projeto “Justiça e Pensamento” visa a aproximar os assuntos jurídicos do dia-a-dia das pessoas. Trabalhando temas relevantes que ajudem a pensar o mundo, os valores da sociedade e as instituições, a série conta com diversos palestrantes em apresentações mensais ao longo do ano. 

O projeto tem como objetivo promover a integração do Poder Judiciário com os cidadãos e, por isso, é aberto a todos, além de magistrados, servidores do poder público e profissionais do direito. 

As palestras têm entrada gratuita, com inscrições no local e contam ainda como horas de estágio para OAB e horas de capacitação para servidores do TRF2 e da Seção Judiciária do Rio de Janeiro.