Tribunal de Justiça de São Paulo em destaque no Espaço Documentário.

0
54
Print Friendly, PDF & Email

O maior tribunal do país é o destaque do programa Espaço Documentário exibido nesta semana na TV Justiça. Uma história traduzida em muitos espaços, que mantém funcionando a engrenagem do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ícones da arquitetura paulistana foram adaptados para abrigar os prédios do Tribunal. Um deles é o imponente palacete Conde de Sarzedas, transformado em museu do órgão judicial. Localizado na Rua Conde de Sarzedas, na Praça da Sé, o lugar preserva objetos, vestimentas e memórias de juristas e desembargadores como Rui Barbosa.

O Palacete Conde de Sarzedas, de estilo gótico, foi construído entre os anos de 1891 e 1895. O prédio foi tombado como patrimônio histórico e cultural pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico Cultural e Ambiental de São Paulo (Compresp) e restaurado pelo escritório do arquiteto Samuel Kruchin. Os móveis – jogo de sala no estilo boulle -, assinados pelo marceneiro francês André-Charles Boulle, receberam tratamento e foram restaurados e lustrados por equipe da Marcenaria do Tribunal, que também realizou serviço de tapeçaria.

O Espaço Documentário também destaca a construção de 146 mil metros quadrados de área destinada aos gabinetes do TJ-SP. O programa vai ao ar na segunda-feira, às 21h. Horários alternativos: quarta, 13h30; quinta, 10h30; sexta, 13h30; domingo, 9h.